Política para o trigo ainda traz inconsistências às vésperas do ínicio dos leilões

Publicado em 23/11/2010 07:30 243 exibições
Dirimidas as dúvidas iniciais a respeito da série de leilões de PEP que serão realizados pelo governo federal daqui até os primeiros meses do próximo ano, a expectativa agora recai sobre o prêmio de abertura do pregão, além de outros pontos que geraram certa surpresa no mercado. Um aviso específico será emitido pela CONAB amanhã determinando o valor da subvenção, que muitos calculavam há algumas semanas atrás que pudesse ser de até R$ 100,00/ton antes de qualquer detalhamento fosse dado pelo Ministério da Agricultura ou pela CONAB.

Porém, nos últimos 12 dias, o ministro Wagner Rossi afirmou que o recurso de R$ 300 milhões liberado pelo Ministério da Fazenda e do Planejamento serviria para apoiar o escoamento de apenas R$ 1,6 milhão de toneladas de trigo, o que no ano passado foi suficiente para arcar com prêmios para pouco mais de 2,0 milhões de toneladas. Considerando o total de recursos e a quantidade de trigo o valor médio dos prêmios poderia chegar a até R$ 187,50/ton, o que seria um valor absolutamente excessivo. O fato é que se o governo estiver disposto a realmente gastar todo o recurso anunciado, mais trigo poderá ser retirado das regiões produtoras, o que seria absolutamente positivo para reativar as negociações.

Quanto ao andamento da safra, no Paraná, algumas lavouras da região de Guarapuava, que são as últimas a entrar em maturação no estado, foram prejudicadas por uma chuva de granizo que já havia atingido o Rio Grande do Sul e até mesmo o Uruguai. Devido ao plantio tardio, as lavouras lá situadas são as mais susceptíveis às adversidades climáticas, e acabam quase sempre sofrendo alguma quebra ou perda de potencial produtivo devido à incidência de chuvas ou outros fenômenos na fase final de maturação. Porém, como a área a ser colhida representa menos de 5% da plantada no estado, o impacto sobre a produção final não deve ser tão grande, a não ser por uma depreciação ainda maior da qualidade concentrada nesta região e prejuízos localizados em algumas propriedades.

Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário