RS define rumo de verbas e descolamento de grãos

Publicado em 08/02/2011 06:27 168 exibições
Recursos serão aplicados em compra de cestas básicas, caixas d'água.
Após reunião com representantes de 16 municípios que decretaram estado de emergência no Estado, ontem (7), na Capital, o governo gaúcho começou a definir o empenho dos R$ 20 milhões liberados pelo Ministério da Integração Nacional para ações que minimizem os impactos da seca. Segundo o coordenador da Defesa Civil, major Oscar Moiano, hoje (8) começam a ser feitos orçamentos para aquisição de 66 mil cestas básicas. Para a medida, foram destinados R$ 3 milhões e a intenção é que os repasses aconteçam a cada 15 dias a partir da próxima semana. A Defesa Civil tem R$ 1,5 milhão para compra de caixas d''água e tanques.

No encontro, o secretário de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, garantiu R$ 1 milhão para o deslocamento de 31,2 mil toneladas de trigo para alimentação animal. "Assim que as prefeituras encaminharem os dados, liberaremos o recurso. Acreditamos que a compra de diesel resolve, mas, se quiserem usar o valor para contratar transporte, poderão fazer, desde que a lei autorize", disse Pavan. O limite é de 2,2 toneladas/produtor, o que permitiria atender a 14.181 agricultores.

As principais carências relatadas por prefeitos e vice-prefeitos estão relacionadas à canalização de água potável e à compra de equipamentos para abertura de poços e açudagem. Conforme o secretário de Planejamento, João Motta, dos R$ 20 milhões aportados pela União, R$ 3 milhões serão destinados para investimentos nesse sentido. O governo negocia mais R$ 3 milhões, que seriam deslocados dos R$ 17 milhões até então da Defesa Civil.

Tags:
Fonte:
Correio do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário