Batata: Clima adverso compromete a produção e as cotações se elevam nas regiões produtoras

Publicado em 12/03/2019 14:58 e atualizado em 12/03/2019 16:23
277 exibições

LOGO nalogo

De acordo com os dados levantados pelo o Notícias Agrícolas, as referências para a batata escovada especial no Ceagesp estão próximas de R$ 4,35/kg e  tiveram um aumento de 54,26% se comparado com os preços praticados no início deste mês. O aumento nas cotações é reflexo das condições climáticas adversas que estão comprometendo a produção nas principais regiões produtoras.

No Ceagesp, os preços da batata Lavada especial tiveram um aumento de 24,73% nas cotações, na qual as negociações estão sendo feitas ao redor de 4,69/kg. A batata Asterix especial teve uma valorização de 2,98% em março e está cotada a R$ 3,12/kg.  

Os dados reportados pelo o Instituto de Economia Aplicada (IEA) apontam que os preços da batata Cesar Escovada estão ao redor de R$ 195,00/sc 50kg e teve uma valorização de 31,58% se comparado com as cotações praticadas no dia 01 de março. Já a Cupido registrou um aumento de 26,10% e a está sendo negociada próxima de R$ 199,37/ sc 50kg .

Em nota, o IEA ressaltou que  observa-se aumento de 14,85% nos preços médios do produto lavado, e esse reajuste até certo ponto surpreende, pois nesse período do ano a oferta do produto aumenta no mercado. Porém, o calor excessivo em janeiro deste ano e a redução de área plantada da última safra e da produção contribuem para a retração da oferta e o aumento de preços.

>> Clique e veja as cotações completas da batata

O pesquisador do Cepea, João Paulo Deleo, afirma que este cenário de preços elevados já era esperado, sendo que por dois anos as cotações ficaram abaixo dos custos de produção e muitos produtores diminuíram a área cultivada “A safra teve início em novembro e o término era para ser em abril, mas muitos bataticultores iniciaram a colheita um mês antes o que contribuiu para uma queda na produtividade”, comenta.

Com relação à média de produtividade da atual safra, ainda não é possível chegar um número exato da quebra já que algumas propriedades vão começar a colher em abril. Conforme os colaboradores do HF Brasil reportaram no boletim da última sexta-feira (08), o volume de chuvas nas regiões sul do País acabou impedindo a colheita dos tubérculos e afetou a oferta.

Leia mais: 

>> Batata: Preços chegam a R$ 250,00

Ainda segundo o Pesquisador, a expectativa é que as referências continuem nestes patamares até o mês de maio, tendo em vista que os níveis atuais de preços remuneram os produtores. “Nós podemos dizer que a tendência é que os preços permaneçam nestes valores, mas não podemos descartar uma possível queda nas cotações”, completa.

Tags:
Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário