BolsaAgro recebe anúncio de venda de macadâmia

Publicado em 28/03/2022 14:22
O Brasil deve aumentar a produção após aprovação de APL

A plataforma de anúncio de compra e venda de produtos agrícolas da Bolsa Brasileira de Mercadorias recebeu, na última semana, um anúncio de venda de macadâmia. No anúncio, foram ofertadas 25 toneladas de macadâmia em casca (shell), no valor de R$ 3,10 o quilo, e outros 10 quilos de amêndoa torrada, acopladas em caixas de papelão com cinco pacotes de 2 quilos, no valor de R$ 90, o quilo.

"Após a divulgação das ofertas de venda de macadâmia pelo portal eletrônico de negócios BolsaAgro, verificamos um aumento no interesse de diferentes compradores no Brasil e exterior, seja pela indústrias de alimento e cosmético, que demanda a macadâmia em casca, ou da amêndoa torrada e salgada pronta para consumo”, declarou Edwin Montenegro produtor de macadâmia na Fazenda Retiro em Bocaina, interior de São Paulo.

Aprovado APL da macadâmia

Esta semana, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), o Aranjo Produtivo Local (APL) de Macadâmia na cidade de Bocaina/SP. Através desta indicação, a região poderá se tornar o maior polo de produção de noz macadâmia do Brasil. A Associação dos Produtores Rurais do Vale do Rio Jacaré Pepira (Aprojape), focada no desenvolvimento rural sustentável, fomenta a atividade em propriedades rurais de 14 municípios do interior paulista. Hoje, a região tem uma produção de macadâmia em cerca de 1.500 hectares de terra.

BolsaAgro

Compre e venda seus produtos de forma simples e interativa, com novas oportunidades, facilitando o seu dia a dia e gerando maior rentabilidade nos seus negócios.

A Bolsa conecta produtores, corretores e compradores em um único aplicativo, tornando a venda dos seus produtos mais fácil, objetiva e segura.

Tags:
Fonte:
Bolsa Brasileira de Mercadorias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário