Área plantada com batata deve recuar 10% no sudoeste de SP

Publicado em 04/06/2010 14:37 1035 exibições
Temporada das secas terá menor oferta na região de Itapetininga

A safra de batata no período das águas terminou em maio com um aumento de 8% na área total cultivada em relação à do ano passado. Mas, o excesso de chuvas influenciou a produtividade e a qualidade do produto, principalmente na região de Itapetininga, uma das maiores produtoras do Estado de São Paulo. “A quebra na safra atingiu 60% da produção devido às bacterioses "canela-preta” e “podridão-mole”, que se manifestaram devido ao excesso de chuvas durante o plantio e o desenvolvimento da cultura”, explica Juliana Silveira, analista para o mercado da batata do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP).


Quanto aos preços, foram registradas as maiores cotações já coletadas desde o início do levantamento do Cepea, em 2001. De acordo com a analista do Cepea, foi um 1º. semestre atípico. “No atacado de SP, o preço da batata especial padrão ágata foi cotado nos patamares de R$ 115,40/sc de 50 kg em abril, alta de 46,3% sobre a média de março”, contabiliza.


Entretanto, as cotações não deverão manter-se nestes patamares na safra das secas: no início da semana, a saca no atacado estava cotada a R$ 70. “Teremos um pico de oferta do produto vinda do sul de Minas, do Paraná e, mais tarde, de Vargem Grande Paulista. A produtividade deve melhorar um pouco em função do clima mais favorável”, prevê Juliana.  De acordo com o Cepea, a oferta total de batata vai atingir 10.900 hectares e uma produtividade média de 30 toneladas por hectare no pico de colheita, em junho.


Já na região de Itapetininga, uma das principais praças produtoras da temporada, a analista do Cepea acredita em uma queda de 10% na área de produção durante todo o inverno. “Apesar destes fatores, os preços atuais garantem uma boa rentabilidade em praticamente todas as regiões, o que deverá futuramente estimular novos investimentos em área”, aponta Juliana.

Tags:
Fonte:
Campo News

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário