Estoque menor de suco de laranja acelera vendas externas do Brasil

Publicado em 16/11/2016 06:14
139 exibições
Por Mauro Zafalon, coluna Vaivém das Commodities

O cenário para o setor de suco de laranja a longo prazo não é confortável, devido às perspectivas de um enxugamento do consumo.

A evolução das vendas neste ano, porém, é boa. As exportações deste mês poderão superar 200 mil toneladas, 33% mais do que em outubro.

A indústria brasileira está transferindo produto para outros países para recompor seus estoques, que estão baixos no mercado externo.

Além da evolução das vendas em volume, as receitas também crescem. O valor médio das exportações é de US$ 863 por tonelada, 11% mais do que no mês passado, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior).

Os preços internacionais aumentam devido à queda de produção no Brasil e nos EUA, maiores produtores globais. Com isso, há uma queda nos estoques mundiais.

A União Europeia é um dos mercados que puxam as vendas brasileiras, segundo a CitrusBr (associação do setor).

Até outubro, a UE comprou 610 mil toneladas de suco do Brasil, 9% mais do que em igual período de 2015.

Já os Estados Unidos reduziram em 2% as compras, para 170 mil toneladas. Mesmo comportamento teve o Japão, outro país importante para o mercado brasileiro.

Leia a notícia na íntegra no site Folha de S.Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

0 comentário