HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Geada também castiga cinturão citrícola e aumentam as preocupações para redução na produção

Publicado em 20/07/2021 12:48 e atualizado em 20/07/2021 13:54 1652 exibições
Produção de hortifruti em São Paulo também é atingida e produtor pode ficar 60 dias sem mercadoria e renda

Logotipo Notícias Agrícolas

O frio intenso registrado nesta madrugada também atingiu o cinturão citrícola e alerta o setor para danos tanto na safra atual, mas também a produção do ano que vem.


De acordo com Antônio Simonetti, presidente da Associação Brasileira dos Citros de Mesa (ABCM), as preocupações com a produção de laranja que já eram grandes com o baixo volume de água e altas temperaturas nos pomares, só aumentaram com a passagem das geadas, sendo a primeira registrada última semana de junho e a última nesta madrugada. 

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, na última segunda-feira (19), Antônio já havia alertado para uma redução na produtividade na região de Aguaí. As frutas estão menores do que o ideal, refletindo as adversidades climáticos e o impacto do frio também deve atingir o ano que vem.


"Já torrou a laranja no pé e já torrou a vegetação nova, que é a próxima safra. São perdas que nós vamos ter tanto na safra desse ano, que a laranja que está no pé vai cair e para o próximo ano vai ter diminuição de safra porque muita folha vai cair", comenta. 

Confira as imagens enviadas ao Notícias Agrícolas: 

Geada lavoura de citros na região de AguaíSP - Envio de Antonio Simoneti (16)

 

Geada lavoura de citros na região de AguaíSP - Envio de Antonio Simoneti (11)
Geada lavoura de citros na região de AguaíSP - Envio de Antonio Simoneti (13)

 

Geada lavoura de citros na região de AguaíSP - Envio de Antonio Simoneti (9)

Na região de Mogi das Cruzes/SP, o frio intenso atingiu as lavouras de hortaliças e grande parte da produção foi perdida. Segundo Simone Siloti, produtora na região, a preocupação é grande, sobretudo com a rentabilidade do produtor que deve ficar sem mercadoria por, pelo menos, 60 dias. 

Em vídeo enviado ao Notícias Agrícolas, a produtora Fernanda Vieira de Jundiapeba/SP mostra a intensidade do frio na produção de couve. "Produção perdida, muito, muito gelada e bem durinha. Está todo mundo assim, cada um na sua propriedade vendo o seu prejuízo", comenta. 

Confira os vídeos: 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário