Estudo de viabilidade para a hidrovia Teles Pires-Tapajós inicia em 2013

Publicado em 26/11/2012 06:38 433 exibições
Governo Federal estima emitir até fevereiro de 2013 a ordem de serviço para realização dos estudos de viabilidade técnica e econômica para a hidrovia Teles Pires-Tapajós, em Mato Grosso. O período coincide com o intervalo que os órgãos governamentais acreditam ser necessário para cumprir o ritual de julgamento de propostas das empresas que participam da licitação, a habilitação, análise técnica dos documentos, avaliação do menor preço, fase recursal e habilitação da vencedora do certame. No próximo dia 13 de dezembro, serão abertas as propostas dos EVTEAs. Em Cuiabá, onde participou do Simpósio sobre Hidrovias, promovido pelo Movimento Pró-Logística, Paulo Roberto Godoy, coordenador de projetos da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), disse que só para este empreendimento estão previstos investimentos na ordem de R$ 15 milhões para formulação do estudo de viabilidade.
 Governo Federal estima emitir até fevereiro de 2013 a ordem de serviço para realização dos estudos de viabilidade técnica e econômica para a hidrovia Teles Pires-Tapajós, em Mato Grosso. O período coincide com o intervalo que os órgãos governamentais acreditam ser necessário para cumprir o ritual de julgamento de propostas das empresas que participam da licitação, a habilitação, análise técnica dos documentos, avaliação do menor preço, fase recursal e habilitação da vencedora do certame. No próximo dia 13 de dezembro, serão abertas as propostas dos EVTEAs.

Em Cuiabá, onde participou do Simpósio sobre Hidrovias, promovido pelo Movimento Pró-Logística, Paulo Roberto Godoy, coordenador de projetos da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), disse que só para este empreendimento estão previstos investimentos na ordem de R$ 15 milhões para formulação do estudo de viabilidade.

Veja a notícia na íntegra no site do Expresso MT
Tags:
Fonte:
Expresso MT

0 comentário