Agricultura deve reduzir emissões de carbono

Publicado em 06/04/2011 12:16 763 exibições

A redução das Emissões de carbono na agricultura brasileira é um grande desafio que, para ser enfrentado, precisa de uma liberação de recursos mais rápida, na opinião do secretário de Mudanças Climáticas e qualidade ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Eduardo Assad. Na IV Conferência Regional sobre Mudanças Globais, em
São Paulo, ontem, Assad admitiu que o governo precisa diminuir a burocracia para dar mais agilidade às ações sobre o tema.

Pesquisador da Embrapa que conduziu um dos maiores estudos sobre Aquecimento Global e produção agrícola do país, Assad assumiu o cargo no ministério há 15 dias. Segundo ele, uma agricultura mais eficiente, com menos emissão de carbono, significará a possibilidade de haver uma maior oferta de alimentos por uma menor unidade de área.

- Temos que ter uma agricultura que ande paralela à economia verde e isso implica em menos emissão - disse Assad. - Se as Emissões continuarem aumentando do jeito
que estão, não só no Brasil, mas no mundo todo, a ameaça continua.

Segundo ele, o governo tem agido para reduzir as Emissões, mas este é um desafio grande.

- Estamos atacando prioritariamente a redução de Emissões, com uma série de planos que o governo tem para reduzir estas Emissões na agricultura, na indústria, no
transporte - disse. - Planos existem e já estão em andamento. Mas a gente tem que agilizar um pouco mais a liberação dos recursos.

O programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), do Ministério da Agricultura, foi lançado em junho de 2010 e prevê R$2 bilhões para incentivar a redução de Emissões de CO2 na agricultura.

Fonte:
O Globo

0 comentário