Publicidade

Conab estuda novas ações para remoção de milho

Publicado em 16/11/2012 11:34 449 exibições
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estuda novas estratégias para agilizar e ampliar a remoção de milho para as regiões afetadas pela seca no Nordeste, por meio do Programa de Vendas em Balcão, que atende a pequenos pecuaristas com a comercialização de milho a preços subsidiados para uso na ração animal. Em reunião com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada na última quarta-feira (14), a estatal apresentou uma lista de ações em análise, entre elas o credenciamento de caminhoneiros autônomos e a conclusão dos trabalhos elaborados em relação à logística para buscar soluções ao transporte do milho do Programa Vendas em Balcão.

O documento prevê também a convocação extraordinária da Câmara de Logística do Mapa (CGLOG) para que operadores e órgãos ligados ao setor apresentem soluções para aumentar a remoção do milho. Outro campo de atuação e a captação, junto aos estados atingidos pela seca, de novos locais para abertura de pólos de venda do milho Balcão.

Segundo o diretor de Operações e Abastecimento, Marcelo de Araújo Melo, a Conab já promoveu a contratação de transporte para a remoção de aproximadamente 370 mil toneladas de milho para atendimento dos 110 mil pecuaristas cadastrados na região Nordeste. Deste montante, cerca de 127 mil toneladas já foram deslocadas, faltando ainda 243 mil toneladas como saldo a remover. “Além disso, também serão ofertadas em leilão de frete mais 86,7 mil toneladas, complementando esses volumes”, acrescenta o diretor. “Com isso, a Conab deverá remover um total de 457,9 mil toneladas de milho para os estados do Nordeste”.

Entre os planos já adotados anteriormente pela Companhia, a lista de ações inclui a abertura de 26 novos locais de comercialização, a descentralização de recursos para aquisição de equipamentos nos armazéns, deslocamento da frota própria de caminhões da Conab e elaboração do Plano de Melhorias das Unidades Armazenadoras do Nordeste, que aumentará em 4 mil toneladas/UA a capacidade de armazenagem e recepção de grãos.
Tags:
Fonte:
Conab

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário