Mercado de Milho: Grandes oportunidades de Negócios

Publicado em 26/11/2012 09:44 e atualizado em 27/11/2012 10:14 1418 exibições
Por Márcio Genciano, consultor de negócios.
As exportações brasileiras de milho seguem em ritmo  acelerado  e com volumes cada vez maiores, até o mês de outubro o volume exportado já era de 13,07 mi/ton. Se acrescentar o volume das três primeiras semanas de novembro esses números saltam para  15,31 mi/ton. depois da quebra  de safra  nos EUA ocasionado pela forte  estiagem o Brasil passou a ser a única fonte do cereal com excedente capaz de atender os tradicionais países compradores dos EUA.  

Com  os atuais volumes exportados de milho e perspectiva de embarque  até março  a adversidade climática no Sul do Brasil pode reaparecer e assim comprometer a produção bem como  deixar os estoques no mercado doméstico dependentes ainda mais de uma super safrinha.  Essa atual situação tem elevado os preços, sendo favorável aos produtores que ainda têm milho a ser comercializado, abre também oportunidade de novos negócios com contratos futuros, tanto para milho verão como milho safrinha.  

Alguns poderiam até questionar: é o momento de fazer contratos? Se levarmos alguns fatores em consideração acredito que é bom pensar bem. 

>> A partir  de março já teremos safra Brasileira e Argentina, no entanto o mercado já precifica antes a safra. 

>>  Redução nos embarques de milho a partir de fevereiro em função safra de soja. 

>> Altos preços podem forçar um racionamento de consumo na indústria de carne e reduzir a demanda. 

>> Final de março os EUA divulgam a área de milho a ser plantado na temporada 2013/14. Qualquer que seja a tomada decisão por parte do produtor o importante é avaliar os custos de produção e fazer bons negócios, já que nas atuais circunstancias de mercado os preços estão relativamente acima da média no mercado interno.  
Tags:
Fonte:
Márcio Genciano

0 comentário