Publicidade

Milho pode oferecer rentabilidade melhor que a soja nesta safra

Publicado em 30/01/2013 16:18 e atualizado em 04/03/2020 21:40 2946 exibições
O avanço na colheita do milho verão e a boa produtividade das lavouras no Paraná e Rio Grande do Sul, juntamente com os bons preços do cereal, podem significar margens de lucro melhores ao produtor na primeira safra. De acordo com o consultor de mercado, Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, “com alta produtividade e qualidade das cotações no porto (Paranaguá) em R$34,50/saca o produtor tem faturamento entre R$500 a R$700 a mais por hectare do que a soja que está sendo vendida agora”, afirma.

Segundo Beto Xavier, consultor da Betoagro Corretora de Cereais, custos do milho variam de região para região, dependendo se o produtor é proprietário ou produz em área arrendada. Ainda assim, “produtor de milho que produz 180 sacas/hectare e recebe R$29 pela mesma tem um lucro de R$2.700 por hectare”, garante. Já o “produtor de soja que produz 70 sacas/hectare a R$50 faz aproximadamente R$1.500 de lucro por hectare”, explica o consultor.

No entanto, para Brandalizze, problemas logísticos durante a safra podem diminuir a rentabilidade do produtor. Segundo ele, “de março, abril e até junho vamos ter uma pressão muito grande de chegada de navios, atraso de embarques e desvalorização do prêmio no porto, pois cada navio que fica parado custa entre US$15 a US$20 mil por dia e vai ser descontado do valor da carga, que acaba caindo no bolso do produtor”, explica.

De Sapezal (MT) até o Porto de Paranaguá o custo médio do frete por saca deve chegar a R$14 em março, enquanto da região de Guarapuava (PR) até o porto o custo do frete pode chegar a R$4/saca, segundo informações de Xavier. O consultor acredita que o caos logístico para armazenagem e transporte deve se agravar a partir de abril.

Publicidade

O avanço da colheita também pode puxar as cotações do milho para baixo entre 30 e 40 dias no mercado físico em função do excesso de oferta. Para Xavier, cotações da saca de milho devem encontrar seu piso de queda ao redor dos R$25. Segundo o consultor, muitos produtores fecharam negócios antecipados para exportação do milho na região.

Atualmente, em Guarapuava (PR) saca de milho é negociada a R$28 e soja a R$59 no disponível. De acordo com Xavier, do município até Cascavel, também no Paraná, produtores investem em muita tecnologia e produtividade deve ser alta das lavouras.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário