Milho: Preços operam próximos da estabilidade na Bolsa de Chicago

Publicado em 21/03/2014 12:37 524 exibições

Nesta sexta-feira (21), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) trabalham com movimentações pouco expressivas, próximos da estabilidade. Por volta das 11h40 (horário de Brasília) o contrato maio/14 era cotado a US$ 4,79 por bushel, com 1,00 de alta. Já os demais vencimentos exibiam uma ligeira alta entre 0,50 e 1,00 pontos.   

Até a divulgação do relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), no dia 31 de março, a tendência é que os preços continuem operando com volatilidade, com oscilações entre os lados positivos e negativos da tabela. E, a partir do anúncio dos dados o mercado busque uma direção. 

De acordo com o consultor de mercado da FCStone, Glauco Monte, os números são importantes e aguardados pelos investidores, já que, irá mostrar a situação dos estoques nos EUA e confirmar o tamanho da safra 2014/15 norte-americana. “No geral, os preços tendem a se manter suportados nas próximas semanas, apesar de eventuais liquidações”, afirma.

Por outro lado, as exportações de milho dos EUA seguem aquecidas e, segundo o USDA, as vendas semanais ficaram em 745.800 toneladas na semana encerrada no dia 13 de março. Ainda hoje, o departamento reportou a venda de 340 mil toneladas do grão para o Egito, o volume deverá ser entregue na safra 2013/14.

“Os embarques norte-americanos estão mais ativos e os números dos estoques no país estão abaixo do que se imagina, mas ainda assim são grandes. Por isso, temos os preços do milho mais altos, porém ainda abaixo da média dos dois últimos anos”, explica Monte.

Em relação às previsões climáticas para os EUA indicando um clima mais frio em algumas regiões do Corn Belt, o consultor destaca que ainda é muito cedo para ter certeza, mas os investidores também observam essa situação. A expectativa é que o tempo, se concretizado, possa prejudicar a evolução do plantio norte-americano da safra 2014/15. 

BMF&Bovespa 

Os futuros do milho também operam em campo misto na BMF&Bovespa nesta sexta-feira. Na manhã de hoje, o contrato maio/14 era comercializado a R$ 31,04, com valorização de 2,35%.

Em contrapartida, os preços do cereal no mercado interno recuaram desde o início do mês de março. O avanço na colheita da safra de verão e a evolução da semeadura da safrinha exerceram pressão negativa nas cotações no mercado brasileiro.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, no final de fevereiro a saca de milho era negociada acima de R$ 34,50 na região de Campinas (SP), atualmente, o valor baixou para R$ 32,50. Nesta sexta, em Campo Mourão (PR), a saca é negociada a R$ 28,00 e em Lucas do Rio Verde (MT), o valor é de R$ 21,50. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário