Milho: Aprosoja-MT solicita leilões de Pepro para governo federal

Publicado em 02/07/2014 15:06 333 exibições
Preço do milho está abaixo do mínimo estabelecido pela Conab, que é de R$ 13,56

Os produtores rurais de Mato Grosso já estão colhendo a segunda safra de milho. A área colhida até a última semana, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), é de 9,5% do total de três milhões de hectares.
 
Os preços, no entanto, estão abaixo do mínimo estabelecido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que é de R$ 13,56. De acordo com o Indicador IMEA, a saca de 60 quilos do milho atualmente é vendida a R$ 12,00, e é bem abaixo do custo de produção, que está em torno de R$ 18,00 por saca para alta tecnologia.
 
A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) encaminhou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) um ofício relatando a preocupação do setor produtivo com estes preços, pois a estimativa é que o valor de venda do produto fique em torno de R$ 11,00. Isso demanda a necessidade de acionar o programa de leilões do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro).
 
A associação informou ao Mapa que a safra 2013/14 de milho em Mato Grosso está estimada em 16,4 milhões de toneladas e, destas, 12,23 milhões de toneladas ainda não foram comercializadas. Diante deste cenário, o governo federal deverá destinar ao programa Pepro um aporte financeiro de R$ 710 milhões.

Tags:
Fonte:
Ascom Aprosoja

0 comentário