Milho: Presente e futuro tiram sono dos produtores mato-grossenses

Publicado em 07/07/2014 07:59 948 exibições
Colheita do cereal mal começou em Mato Grosso e os preços já desvalorizaram mais 41% em 30 dias e o custo da nova safra já preocupa

Em algumas praças mato-grossenses, a saca do milho acumula desvalorizações entre 30% e 41% no comparativo de preços que vigoravam no final de maio ante o fechamento de junho. De cerca de R$ 20,50, como foi cotada em maio em Sapezal e R$ 17,33, em Sorriso, o cereal fechou o mês passado em R$ 12 e R$ 11, respectivamente. A pressão sobre os preços é o reflexo da colheita, que atualmente cobre pouco mais de 10% da área plantada, mas que já provoca sustos nos produtores.

Se não bastasse a perda de valor, os custos da nova safra, para 2015, já se revelam superiores aos atuais, justamente em um momento em que a lucratividade da safra parece que não será das melhores. O tempo de vacas magras pode estar chegando.

Leia a notícia na íntegra no site do Diário de Cuiabá.

Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

0 comentário