Milho: Mercado aguarda relatório do USDA e amplia perdas em Chicago

Publicado em 09/07/2014 12:11 602 exibições

Durante o pregão desta quarta-feira (9), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) dão continuidade ao movimento de queda. Ao longo das negociações, as principais posições da commodity ampliaram as perdas e, por volta das 11h42 (horário de Brasília) exibiam leves baixas entre 1,50 e 3,25 pontos. O contrato setembro/14 era negociado a US$ 3,95 por bushel.

Segundo informações reportadas pela agência internacional de notícias Bloomberg, o mercado recua pelo terceiro dia consecutivo, pressionado pelas expectativas de uma safra recorde nos EUA. A estimativa do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) é que o país colha uma produção próxima de 353,97 milhões de toneladas.

Enquanto isso, as condições climáticas permanecem favoráveis às lavouras norte-americanas. Até o último domingo (6), cerca de 75% das plantações apresentavam boas ou excelentes condições, melhor índice desde 1999, conforme dados do departamento.

Por outro lado, com os preços mais baixos, os analistas já destacavam que os compradores poderiam retornar ao mercado. Nesta quarta-feira (9), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 101.600 mil toneladas de milho para o Japão. O órgão também divulgou a venda de 107.696 mil toneladas do cereal para destinos não revelados. Ambos os volumes deverão ser entregues na safra 2014/15.

Até a semana encerrada no dia 3 de julho, os embarques semanais de milho somaram 1.080,52 milhão de toneladas, de acordo com o USDA. No acumulado no ano safra, iniciado em 1º de setembro, os embarques somam 38.937,28 milhões de toneladas, contra 48.260,00 milhões de toneladas estimadas pelo departamento norte-americano.

Relatório de oferta e demanda

Além disso, os investidores já começam a se preparar para o novo relatório de oferta e demanda do USDA. O boletim será reportado na próxima sexta-feira (11). De acordo com informações anunciadas por agências internacionais, a expectativa é que o departamento aponte uma elevação nos estoques finais da safra 2014/15, de 182,65 milhões de toneladas para 183,9 milhões de toneladas. 

Já os estoques da safra 2013/14, os estoques finais deverá ficar próximo de 170,06 milhões de toneladas, acima das 169,05 milhões de toneladas indicadas no boletim anterior. A produtividade das plantações norte-americanas também deverá apresentar um ajuste para cima, de 174,9 sacas por hectare para 176,5 sacas por hectare. Nesta safra, a perspectiva dos investidores é que os produtores norte-americanos colham 353,97 milhões de toneladas de milho, mesmo número estimado pelo USDA.

BMF&Bovespa

Nesta quarta-feira (9), a BMF&Bovespa não opera devido ao feriado no estado de São Paulo devido a comemoração da Revolução Constitucionalista de 1932. A data foi transformada em feriado civil em 1997. Os negócios serão retomados nesta quinta-feira (10). 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário