Milho: Mercado dá continuidade ao movimento negativo e amplia perdas em Chicago

Publicado em 30/12/2014 08:14 e atualizado em 30/12/2014 12:01 118 exibições

Durante as negociações desta terça-feira (30), os futuros do milho na Bolsa de Chicago (CBOT) ampliaram as quedas. Por volta das 12h41 (horário de Brasília), as principais posições do cereal registravam quedas entre 3,25 e 4,00 pontos. O vencimento março/15 era cotado a US$ 4,09 por bushel, após ter iniciado o dia a US$ 4,12 por bushel.

Conforme informações de agências internacionais, mais uma vez, o pregão é calmo, com poucos negócios. Com isso, os investidores aproveitam para realizar lucros, frente ao feriado do final de ano e depois das altas recentes. Além disso, os participantes do mercado também observam o comportamento do dólar.

O dólar mais forte influencia o mercado, já que pode comprometer as exportações dos Estados Unidos, de acordo com dados do site Farm Futures. Nesta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou um recuo nos embarques semanais que, passaram de 802.368 mil para 609.613 mil toneladas do cereal.

Já as vendas líquidas foram indicadas pelo departamento em 1.705.600 milhão de toneladas de milho, no acumulado no ano comercial 2014/15. Paralelamente, a atenção do mercado também está voltada aos preços do petróleo. A situação afeta, especialmente, o mercado de milho, pois no país, boa parte da produção do grão é destinada para a produção de etanol.

Ainda hoje, o USDA também divulgou a venda de 157.500 mil toneladas de milho ao México. Essa é a segunda operação reportada recentemente, na semana anterior, o órgão indicou a venda de 166 mil toneladas do cereal para destinos não revelados. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário