Cerca de R$ 2,4 bi podem ter deixado de circular em Mato Grosso com quebra no milho

Publicado em 26/09/2016 07:38
69 exibições

Aproximadamente R$ 2,470 bilhões podem ter deixado de circular em Mato Grosso com a quebra de 7,295 milhões de toneladas na produção de milho 2ª safra 2015/2016 no comparativo com o ciclo 2014/2015. O montante calculado é considerando o preço médio ponderado pela comercialização da safra que está na casa dos R$ 20,29 a saca.

Os cálculos são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que recentemente havia apresentado estudo apontando que Mato Grosso havia deixado de arrecadar cerca de R$ 272,75 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) com a redução da produção. O estudo chamado de “Impactos Econômicos da quebra de safra de milho em Mato Grosso”, havia sido encomendado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT).

O reajuste divulgado recentemente pelo Imea com o fim da colheita aponta uma quebra de 7,295 milhões da produção de milho 2ª safra em Mato Grosso. O resultado de 18,904 milhões de toneladas foi provocado pelo déficit hídrico na safrinha. Na safra 2014/2015 haviam sido colhidas 26,199 milhões de toneladas.

Leia a notícia na íntegra no site Olhar Direto.

Fonte: Olhar Direto

Nenhum comentário