CTNBio concede prazo de 30 dias para recurso contra aprovação de milho transgênico dos EUA

Publicado em 07/10/2016 09:03 e atualizado em 07/10/2016 18:21
369 exibições

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança(CTNBio), nesta quinta-feira (6), aprovou três variedades de milho transgênico dos Estados Unidos, permitindo, portanto, a importação pelo Brasil desse cereal. A medida já vinha, há muito, sendo aguardade pelo mercado e pelos compradores, principalmente granjeiros e a agroindústria. 

A nota oficial da CTNBio foi divulgada somente no final do dia e cita o prazo de 30 dias para o recurso caso haja interessse das partes. Caso não aconteça, a importação poderá ser liberada. 

Veja a nota oficial do Ministério da Agricultura:

CTNBio aprova milho transgênico cultivado nos EUA

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou, nesta quinta-feira (6), dois eventos de milho transgênico cultivado nos Estados Unidos. A decisão atende ao interesse do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para garantir o abastecimento do mercado brasileiro.

“A medida vai beneficiar indústrias e produtores que usam o milho na ração animal”, diz o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Odilson Ribeiro e Silva. Este ano, o grão sofreu quebra de safra no Brasil por problemas climáticos, o que encareceu o produto e os custos de produção.

A CTNBio deu prazo de 30 dias para que qualquer interessado recorra da medida. Caso haja contestação, a decisão vai para o Conselho de Ministros. Se em 30 dias não houver recurso, a importação poderá liberada.

A Câmara de Comércio Exterior (Camex), lembra o secretário, já autorizou a importação de até 1 milhão de toneladas até o final deste ano, com tarifa zero. “Isso poderá ajudar a agilizar a entrada do milho no país.”

Tags:
Por Carla Mendes
Fonte Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

    O Brasil continua atuando no setor agrícolas com a política dos "dois pesos e duas medidas"..., é inaceitável saber que "CTNBio concede prazo de 30 dias para recurso contra aprovação de milho transgênico dos EUA"... quando se trata de aprovar novas variedades transgenicas de cultivares que beneficiam diretamente o agricultor brasileiro, isso leva anos pela CTNBio --, a mesma que açodadamente liberou a importação de variedades de milho americano cuja liberação - para plantio em nosso territorio - levaria anos..., da mesma forma outros orgaos do governo - como a ANVISA - leva décadas para analisar e liberar defensivos já usados em outros países..., e ainda somos obrigados a pagar a famigerada CNA (e não se pague pra ver!!!),... que nesse momento deveria botar a boca no trombrone e cobrar ISONOMIA nos critérios usados pela CTNBio...,, mas quê!!!... o minimo que se espera da CNA é a interpelação de recurso para impedir essa bagunça nas funções da CTNBio. Veremos!!

    0