Nesta safra, cereais ganham mais espaço na Argentina e compensam queda de área da soja

Publicado em 24/11/2016 13:47 104 exibições

O aumento de área semeada com trigo e milho na presente safra da Argentina traz equilíbrio para a balança, que está inclinada para a soja há muitos anos na agricultura do país. A expansão dos cereais, por sua vez, também contribui para uma rotação de cultivos indispensável para o cuidado dos solos.

O trigo e o milho ganharam espaço após a retirada das taxas de importação para estes produtos, ação do presidente Maurício Macri assim que assumiu o governo, em dezembro do ano passado. Para o ministro da Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaille, "as decisões tomadas pelo governo nacional incentivaram os produtores a adotarem pacotes tecnológicos que trazem esperanças de uma maior colheita e uma melhor qualidade para esta nova safra".

Buryaille apontou, em entrevista ao site argentino Infocampo.com.ar, que os maiores investimentos foram feitos em melhores variedades de híbridos e também em mais fertilizantes.

O aumento de 18,3% da área destinada ao trigo e de 5,5% destinada ao milho, somado ao aumento de 15% de área de milho de segunda safra da campanha 2015/16, deverá implicar em uma maior participação dos cereais no mercado, que compensa o retrocesso de 2,9% previsto para o plantio de soja no atual ciclo, no qual se estima uma safra total de grãos de 130 milhões de toneladas, com 14 milhões de toneladas de trigo, 44,5 milhões de milho e 56 milhões de soja.

Com informações do Infocampo.com.ar

Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário