Colheita do milho avança e chega a 19,6% da área total em Mato Grosso

Publicado em 27/06/2017 08:14
350 exibições

Com a colheita do milho 16/17 tomando forma, aproxima-se o momento no qual o mercado se volta para escoar o grão de MT. E uma grande parcela deste milho tem o exterior como destino, o que acaba por tornar o preço altamente dependente dos gastos de envio aos portos. Desta forma, o frete alto, em conjunto com as baixas cotações praticadas no Estado, faz com que o cenário não seja bom.

Em Sorriso, no mês de junho do ano passado o milho disponível estava cotado a R$ 34,21/sc, enquanto o frete Sorriso-Santos estava a R$ 16,14/sc, com diferença de R$ 18,07/sc. No entanto, neste ano a diferença de apenas R$ 0,81/sc denota que o custo para escoar o cereal logo poderá estar mais alto que o seu preço.

Assim, nos próximos meses, a alta produção, unida à indisponibilidade de armazéns em MT, pode pressionar os fretes. Desta forma, a dependência logística do cereal reforça a necessidade de melhoria neste aspecto e na agregação de valor ao grão dentro do Estado.

Leia a notícia na íntegra no site do Imea.

Tags:
Fonte: Imea

0 comentário