Exportação de milho do país na 1ª quinzena aponta forte alta nos embarques em julho

Publicado em 17/07/2017 16:06 e atualizado em 17/07/2017 17:26
2354 exibições

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil exportou cerca de 820 mil toneladas de milho nas duas primeiras semanas de julho, ou 81,9 mil toneladas na média diária de dez dias úteis, o que significa um crescimento de quase 65% na comparação com a média de embarques de igual mês do ano passado, de acordo com dados desta segunda-feira da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

O forte aumento nos embarques indica um aquecimento das exportações do cereal no Brasil, que tendem a ser mais fortes tradicionalmente no segundo semestre, após o país ter embarcado no primeiro semestre a maior parte da soja disponível para vendas externas, liberando espaço para movimentações de milho nos portos.

O Brasil é o maior exportador de soja do mundo e um dos principais fornecedores globais de milho.

No acumulado do ano até junho, os embarques de milho do país somaram pouco mais de 3 milhões de toneladas, enquanto a expectativa de exportadores é de que somem um volume dez vezes maior que isso em todo o ano de 2017, ficando perto do recorde.

As previsões de exportações de cerca de 30 milhões de toneladas são realizadas diante de uma colheita recorde do cereal e também com a ajuda de um programa de subvenções ao transporte do governo federal.

A colheita de uma segunda safra recorde de milho, que deve superar 60 milhões de toneladas, já foi realizada em cerca de um terço da área total semeada no país, de acordo com consultorias.

(Por Roberto Samora)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário