Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago

Publicado em 08/11/2018 18:15 e atualizado em 09/11/2018 09:36
300 exibições

LOGO nalogo

O pregão desta quinta-feira (8) foi de volatilidade aos preços do milho praticados na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais posições da commodity reverteram as perdas e finalizaram o dia com leves altas, de mais de 1 ponto. O dezembro/18 era cotado a US$ 3,73 por bushel, enquanto o março/19 operava a US$ 3,85 por bushel.

Segundo informações das agências internacionais, o mercado refletiu os números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que ficaram dentro das apostas dos investidores. O órgão reportou nesta quinta-feira seu boletim mensal de oferta e demanda.

A safra norte-americana da temporada 2018/19 recuou de 375,38 milhões para 371,52 milhões de toneladas. A produtividade caiu de 189,02 sacas por hectare para 187,14 sacas por hectare.

Confira mais informações:

>> USDA aumenta estoques e reduz drasticamente exportações de soja dos EUA

Já as vendas para exportação ficaram em 701,5 mil toneladas, na semana encerrada no dia 1º de novembro. O montante é 78% maior do que o da semana anterior e 32% maior do que a média das últimas quatro semanas. O volume ficou ainda dentro das expectativas do mercado, de 600 mil a 900 mil toneladas.

Mercado brasileiro

A quinta-feira foi de calmaria aos preços do milho no mercado brasileiro. De acordo com levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, apenas a praça de São Gabriel do Oeste (MS), apresentou queda de 4% e a saca do cereal a R$ 24,00.

Na região de Castro (PR), a perda ficou em 1,52%, com a saca do cereal a R$ 32,50. No Porto de Paranaguá, a saca futura, para entrega em agosto de 2019, o preço ficou estável em R$ 36,00.

Conforme reporte divulgado pela Radar Investimentos, os preços do cereal no mercado doméstico têm refletido a redução da oferta. Os preços buscados pelos compradores estão próximos de R$ 36,00 a saca, CIF, com 30 dias.

"Enquanto isso, os vendedores fazem cálculos e sobem a pedida para R$ 37,00 a saca, nas mesmas condições", informou a consultoria em seu comentário diário.

Dólar

A moeda norte-americana encerrou a quinta-feira próxima da estabilidade. O dólar recuou 0,03%, cotado a R$ 3,7382 na venda.

"O dólar terminou a quinta-feira praticamente estável ante o real, à espera da decisão de política monetária do Federal Reserve e de novidades sobre a equipe econômica do presidente eleito Jair Bolsonaro e a reforma da Previdência", informou a Reuters.

Confira como fecharam os preços nesta quinta-feira:

>> MILHO

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário