Milho: Altas nos preços se intensificam e chegam em até 3 pontos nesta terça-feira

Publicado em 12/02/2019 12:22 e atualizado em 12/02/2019 17:53
388 exibições

LOGO nalogo

Os preços do milho seguem o viés de alta apresentado no início do dia e amplificaram as elevações ao longo dessa terça-feira (12). As principais cotações na Bolsa de Chicago (CBOT) registravam valorizações entre 2,50 e 3 pontos por volta das 11h23 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,75, o maio/19 valia US$ 3,83 e o julho/19 era negociado a US$ 3,91.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, os preços do milho estão apresentando uma recuperação modesta hoje, com os futuros de março tentando se recuperar da quebra de segunda-feira, que foi abaixo de sua linha de suporte de longo prazo. A compra recebeu um impulso após estimativas de produção de 112 milhões de bushels no Brasil, abaixo da projeção do USDA na sexta-feira.

Dois compradores da Coreia do Sul estavam no mercado durante a noite, comprando 8 milhões de bushels. As ofertas podem ser obtidas em qualquer parte do mundo, embora as origens sul-americanas para os vencimentos de maio ou junho possam ser um pouco mais baratas que as dos Estados Unidos.

Já Tony Dreibus do Successful Farming, acrescenta que os preços do milho seguem as cotações da soja e aumentam com os investidores de olho no Brasil. Além disso, o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, estão em Pequim e se reunirão com autoridades chinesas, incluindo o vice-primeiro-ministro Liu He, para outra rodada de negociações comerciais. Segundo todos os relatos, as negociações comerciais em Washington há duas semanas correram bem, embora as autoridades tenham dito que há muitos problemas que precisam ser resolvidos.

B3

Já a bolsa brasileira segue sem muitas movimentações nesta terça-feira. As principais cotações registravam valorizações entre 0,14% e 0,52% por volta das 12h19 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a R$ 40,80, o maio/19 valia R$ 38,71 e o julho /19 era negociado a R$ 36,00.

De acordo com a XP Investimentos, a semana começou com ligeira firmeza nas cotações do mercado físico em São Paulo. Os pedidos de preço do vendedor estiveram acima do que o comprador ofertava nesta última segunda-feira. O clima continua como o principal ponto de atenção.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário