Atraso recorde no plantio eleva cotações do milho na Bolsa de Chicago

Publicado em 04/06/2019 09:26 e atualizado em 04/06/2019 12:17
867 exibições

LOGO nalogo

A terça-feira (04) começa com valorização para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principias cotações apresentavam altas entre 4,50 e 5,50 pontos por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento julho/19 era cotado à US$ 4,29, o setembro/19 valia US$ 4,39 e o dezembro/19 era negociado por US$ 4,47.

Após o último pregão encerrar com cotações em queda e o mercado aguardando um bom avanço no plantio do milho americano, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou seu novo relatório de progresso mostrando a semeadura em 67%, contra as estimativas de 68% e 73%.

Segundo análise da Farm Futures, os preços do milho estão se recuperando hoje depois de realizar um teste de sua forte tendência de alta na segunda-feira. Preocupações com hectares perdidos e rendimentos mais baixos estão contribuindo para um mercado com muito mais perguntas do que respostas.

O ritmo de plantio do cereal bate o recorde de mais lento da história, segundo a especialista internacional Karen Braun. O índice segue muito atrasado em relação ao ano passado - quando os EUA tinham 96% do plantio concluído - e frente à média dos últimos cinco anos, que tem os mesmos 96%.

Confira mais informações sobre o relatório do USDA:

>> Sem trégua das chuvas, avanço do plantio do milho fica abaixo do esperado nos EUA

Confira como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Bolsa de Chicago tem 2ªfeira de mudanças de direção e milho fecha o dia em baixa

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário