Região Sul debate em Chapecó o desenvolvimento das culturas de milho e sorgo

Publicado em 13/08/2019 14:21
92 exibições

A produção de silagem e grãos em sistema conservacionista é o foco da 1ª Misosul – Reunião Técnica Sul-Brasileira de Pesquisa de Milho e Sorgo, que ocorre de segunda a quarta-feira (12 a 14/08) na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) em Chapecó/SC. O evento busca integrar as Reuniões Técnicas dos três estados do Sul do Brasil, enriquecendo a discussão sobre a agricultura conservacionista aplicada a sistemas de produção de milho e sorgo. Com isso, o objetivo da Misosul é promover o intercâmbio de conhecimento entre profissionais, pesquisadores, professores, acadêmicos e agricultores para discutir perspectivas, tecnologias e novas possibilidades para o desenvolvimento das culturas de milho e sorgo nos três estados da região Sul.

O diretor Técnico da Emater/RS, Alencar Rugeri, abordou, no primeiro dia de Reunião, a situação das culturas de milho e sorgo no Rio Grande do Sul. Rugeri destacou os fatores determinantes para a safra 2018/2019, como o clima favorável, a capitalização do produtor, o preço do produto em alta no plantio, máquinas, insumos e sementes mais eficientes e o agricultor mais capacitado. “Temos todos os fatores favoráveis para uma boa safra, principalmente porque o setor está preparado. No milho, por exemplo, temos uma área irrigada de mais 70 mil hectares, o plantio foi antecipado dentro do zoneamento, possibilitando duas safras ao ano em algumas regiões do Estado”, ressaltou o diretor durante a abertura do evento.

Nesse sentido, Rugeri apresentou algumas ações da Emater/RS-Ascar para ambas culturas com base nos pilares solos, irrigação e armazenagem. Entre as ações destacadas estão o planejamento e a gestão; a profissionalização; a transferência de tecnologias geradas pela pesquisa; práticas sustentáveis de adubação verde, plantio em nível e conservação de solos; uso racional dos insumos; capacitação de técnicos e produtores; minimização de perdas na colheita e a secagem e armazenagem de milho na propriedade.

Na tarde desta terça-feira (13), o diretor Técnico da Emater/RS comanda o terceiro painel de discussões “Abastecimento de milho na região Sul”, com as palestras “Rota do Milho - Encontro Conexão Transfronteiriça – SC”, do assessor parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), Flávio Berté, e “Abastecimento de Milho no RS – Desafios”, do representante do Instituto de Pesquisa Gianelli Martins, Odacir Klein.

A programação da 1ª Misosul – Reunião Técnica Sul-Brasileira de Pesquisa de Milho e Sorgo inclui painéis, palestras, sessões de pôsteres e uma plenária de discussão de novas propostas de pesquisa. A promoção é da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri-SC), e a organização conta com a Emater/RS-Ascar, Embrapa, Instituto Federal do Rio Grande do Sul  - Campus Sertão (IFRS), Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Sul (DDPA-RS), Universidade Federal Tecnológica do Paraná – Campus Pato Branco (UFTP), Universidade Federal da Fronteira Sul, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoeste).

Tags:
Fonte: Emater/RS-Ascar

0 comentário