Milho segue em alta na B3 nesta segunda-feira

Publicado em 26/10/2020 11:39 e atualizado em 26/10/2020 16:55 699 exibições
Chicago aguarda novos reportes do USDA

LOGO nalogo

As altas se mantêm presentes nesta segunda-feira (26) para os preços futuros do milho na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,52% e 1,99% por volta das 11h35 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 81,69 com elevação de 1,99%, o janeiro/21 valia R$ 81,87 com ganho de 1,96%, o março/21 era negociado por R$ 80,71 com alta de 1,52% e o maio/21 tinha valor de R$ 75,51 com valorização de 1,77%.

Os contratos do cereal brasileiro retomam suas elevações após terminar a semana com pressão negativa em um movimento de realização de lucros perante uma forte valorização que acontecia até quarta-feira, conforme apontam os analistas da Agrifatto Consultoria.

As movimentações cambiais também mantiveram o dólar valorizado ante ao real. Por volta das 11h39 (horário de Brasília), a moeda americana subia 0,08% e era cotada à R$ 5,62.

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro seguem caindo na Bolsa de Chicago (CBOT) nesta segunda-feira. As principais cotações registravam movimentações negativas entre 0,75 e 1,50 pontos por volta das 11h26 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 4,18 com desvalorização de 0,75 pontos, o março/21 valia US$ 4,18 com perda de 1,50 pontos, o maio/21 era negociado por US$ 4,20 com baixa de 1,25 pontos e o julho/21 tinha valor de US$ 4,19 com queda de 0,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Barchart, após os ganhos da semana passada, o milho recua na Bolsa de Chicago em vendas técnicas com realização de lucros por parte dos investidores.

Além disso, o mercado aguarda a divulgação dos novo números do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) mostrando o avanço na colheita norte-americana de milho na última semana. As expectativas do mercado estão para uma colheita entre 73% e 78% até o último domingo (25).

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário