Secretaria de Agricultura de SP coloca lotes de sementes orgânicas de milho à venda

Publicado em 11/11/2020 09:13 84 exibições

Um novo canal de atendimento pelo (19) 99790-8824 já está disponível para os produtores rurais que desejam adquirir sementes e mudas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP. Segundo Gerson Cazentini Filho, diretor do Centro de Produção de Sementes (CPS) do Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes (DSMM), unidade ligada à Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), foi preciso ajustar toda a logística do Departamento para melhor atender os interessados na obtenção das sementes e mudas certificadas produzidas pela Secretaria.

"Agora, as ações estão centralizadas nesse número que fica disponível na região de Bauru, a qual é bem central no Estado de São Paulo. Também foi criado um grupo de comercialização de sementes e mudas para atender todas as demandas e verificar a melhor forma de as aquisições chegarem até o comprador, seja pelos Correios e/ou por transportadora, no caso das sementes, ou para retirar no local mais favorável pelo produtor rural, tanto no caso das sementes quanto das mudas, sendo que estas últimas realmente precisam ser retiradas por quem fizer a aquisição", argumenta Gerson.

O momento é o mais propício, segundo Gerson, porque a Secretaria, via CDRS, tem disponível para aquisição 17.500 quilos (pouco mais de 17 toneladas) do milho orgânico AL-Paraguaçu. "O momento é de plantio e o milho orgânico produzido pela Secretaria tem um grande diferencial: ser de famílias selecionadas e cultivado em área de produção orgânica, tornando-o um milho de plena adaptabilidade ao cultivo orgânico". Isso faz com que a semente de milho orgânico já esteja adaptada a esse tipo de cultivo, tanto ao meio quanto à condição. Já as sementes comerciais encontradas para cultivo orgânico no mercado não foram selecionadas em condições orgânicas, pois são as mesmas que são utilizadas em áreas comerciais e podem ou não se adaptar ao sistema orgânico de cultivo. "Esse é um grande diferencial, então essa semente atenderá perfeitamente ao produtor de milho orgânico. E o preço é apenas um pouco acima do milho convencional", argumenta Gerson Cazentini. A saca de 5kg do AL- Paraguaçu orgânico, por exemplo, sai a R$ 40,00, enquanto o convencional sai a R$ 35,00; e a saca de 20kg está saindo a R$ 160,00, quando a do convencional está em R$ 130,00.

Outra grande vantagem para o produtor é a garantia oferecida por essa semente orgânica. O Laboratório de Análise de Sementes, localizado em Campinas, na sede da CDRS, fez todas as análises de transgenia em cada um dos lotes, tendo laudo negativo de qualquer contaminação transgênica. "Esse é um dado muito importante", avalia Gerson Cazentini, e também um grande diferencial de valoração das sementes produzidas pela Secretaria.

Além do AL-Paraguaçu orgânico, estão disponíveis para venda as outras variedades produzidas pelo DSMM, como os milhos variedade AL-Avaré, AL-Piratininga, CatiVerde (para milho verde) e também o sorgo AL-Precioso. Gerson ainda frisa que o momento é muito favorável ao plantio de verão, pois os preços estão altos e há uma alta demanda por milho no mercado. "Este ano, em função do atraso das chuvas, o plantio também foi atrasado. Está acontecendo o que costumamos chamar de ‘apagão do milho’, ou seja, já está faltando milho no mercado para produção de ração, então quem não plantou soja (o que costuma acontecer entre a safra e a safrinha) ainda poderá plantar milho, já que a colheita da segunda safra de milho só irá acontecer em junho de 2021, portanto ainda está longe. Os estoques estão muito baixos e, para quem tiver milho, as condições são excelentes e a venda é certa", explica o técnico.

sementes secretaria agricultura são paulo

Tags:
Fonte:
Sec. de Agricultura de SP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário