HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Tempo seco afeta desenvolvimento do milho no Rio Grande do Sul e saca do cereal ultrapassa os R$ 80,00 no estado

Publicado em 20/11/2020 09:20 157 exibições

LOGO nalogo

A Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) divulgou seu boletim semanal com a atualização para as safras do Rio Grande do Sul. Segundo o levantamento, o plantio do milho verão já foi efetuado em 80% das lavouras do estado, um avanço de dois pontos percentuais em relação a última semana.

Na safra anterior o plantio já estava em 82% até o dia 19 de novembro, enquanto a média das safras entre 2016 e 2019 é de 84%. Quanto ao estágio das lavouras, 63% ainda estão em germinação ou descanso vegetativo, 24% em floração e 13% já avançaram para enchimento de grãos.

“O tempo seco que predomina na maioria das regiões do estado segue dificultando o avanço dos plantios e afetando o desenvolvimento das plantas. No RS, já há 490 comunicações de ocorrência de perdas para cobertura do Proagro”, destaca o relatório.

No lado do mercado, a Emater aponta que o preço médio do milho subiu 2,06% em relação a semana anterior e chegou em R$ 80,19 a saca.

Na região de Ijuí, o preço médio é de 80,10/sc. Na de Frederico Westphalen varia entre R$ 79,00 e R$ 80,00; na regional Porto Alegre, a cotação é de R$ 71,00. Na de Caxias do Sul e Passo Fundo, o preço é de R$ 80,00; na de Bagé, R$ 81,00; Santa Rosa, R$ 78,35. Na regional de Pelotas varia entre R$ 60,00 e R$ 80,00. Na de Santa Maria, o preço médio é R$ 79,70; Erechim, R$ 78,00; e na de Soledade, R$ 79,30/sc.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário