Plantio do milho vai à 55% na Argentina e lavouras recuperam suas condições após chuvas dos últimos dias

Publicado em 03/12/2020 14:35 62 exibições

LOGO nalogo

O Ministério de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina divulgou seu informe semanal de estimativas agrícolas revisando atualizando seus dados para a safra de milho 2020/21. Segundo a publicação, os trabalhos de plantio da nova safra seguem avançando pelo país e já atingem 55% do total.

Este índice avança cinco pontos percentuais com relação a semana anterior e fica em um ponto percentual atrás do que era registrado neste período para a safra anterior 2019/20. As regiões mais adiantadas são Bolívar, Junin, Pergamino, Tandil, Corrientes e Tres Arroyos (100%), Bahia Blanca (96%), Rosario Del Tala (93%) e Entre Rios (92%).

O Ministério também detalhou a situação das lavouras nas principais regiões do país. Em Buenos Aires, por exemplo, foi concluída a semeadura do milho tardio na região norte da província, que está crescendo a um bom ritmo. Os primeiros calos estão muito próximos da floração. Enquanto isso, a semeadura dos ciclos tardios continua na zona centro-norte e na delegação de Pigue.

A semeadura do milho tardio começou nas delegações de Laboulaye e Río Cuarto, na região de Córdoba. Na delegação de Marcos Juárez estima-se que durante esta semana terá início a semeadura do milho tardio e dos lotes de segunda classe de trigo ou aveia

Em Entre Ríos, as chuvas registradas na semana foram muito oportunas para que continuem com sua evolução e não sintam o agravamento situação, visto que nos horários de pico passou a ser observado estresse hídrico.

A província de La Pampa segue com o plantio em bom ritmo na delegação do General Pico, onde o estado geral dos lotes semeados é classificado como bom e com excelentes incubações. Na delegação Santa Rosa, o milho precoce está em bom estado, com as chuvas registradas nesta semana que permitiram avançar com a semeadura do milho tardio.

Já na região de Santa Fé a evolução do milho precoce é boa a regular na delegação de Avellaneda. “As chuvas registradas na semana favorecem o cultivo em algumas áreas. Os lotes encontram-se em diferentes estágios de crescimento, floração e enchimento de grãos, sendo os mais avançados, de acordo com a data de semeadura, material utilizado e condições climáticas”, diz o relatório.

Na delegação Rafaela, cerca de 50% dos primeiros lotes estão na fase fenológica crítica de floração, beneficiados pelas chuvas ocorridas no início de dezembro. Na zona das delegações Cañada de Gómez e Casilda, as chuvas durante a semana foram extremamente oportunas para ultrapassar o estado de stress hídrico que sofriam alguns lotes com elevada demanda hídrica, em fase de pré-floração.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário