Milho recua em Chicago após relatório do USDA sobre estoques globais

Publicado em 10/04/2021 08:50 262 exibições

LOGO REUTERS

CHICAGO (Reuters) - Os contratos futuros do milho negociados em Chicago recuaram nesta sexta-feira, após o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) divulgar números dentro das estimativas de analistas para oferta e demanda no mundo.

O trigo ganhou força diante de uma redução na oferta global, desencadeada pelo uso do cereal como ração na China, enquanto a soja terminou em baixa devido a um aumento na previsão de produção na América do Sul.

O contrato mais ativo do milho fechou em queda de 2,50 centavos de dólar, a 5,7725 dólares por bushel, após atingir a marca de 5,95 dólares no início da sessão.

O trigo avançou 10 centavos, para 6,3875 dólares o bushel. Já a soja recuou 12,25 centavos, a 14,03 dólares/bushel.

Em seu relatório mensal de oferta e demanda globais, o USDA indicou que os estoques domésticos de milho vão cair para 1,352 bilhão de bushels até 1º de setembro, ante 1,502 bilhão na estimativa de março. O número, porém, ficou em linha com as expectativas de analistas.

"No milho, grande parte disso já foi digerido pelo mercado", disse Don Roose, presidente da U.S. Commodities.

Na soja, o recuo foi puxado pela previsão do USDA de que a safra do Brasil em 2020/21 deve somar 136 milhões de toneladas, acima do projetado pelo próprio país.

Mato Grosso colhe últimas áreas de soja da safra 2020/21, diz Imea

LOGO REUTERS 

(Reuters) - A colheita de soja de Mato Grosso atingiu 99,91% das áreas cultivadas na temporada 2020/21, um leve avanço de 0,5 ponto percentual no comparativo semanal e com trabalhos já finalizados em algumas regiões do maior Estado produtor da oleaginosa no Brasil, mostraram dados do Imea nesta sexta-feira.

Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), os produtores do oeste, norte, noroeste e médio-norte do Estado já encerraram a colheita.

A retirada dos grãos do campo está sendo finalizada no sudeste, nordeste e centro-sul de Mato Grosso, com todas a regiões tendo colhido mais de 99% da área.

No mesmo período da temporada anterior, a colheita de soja estava em 99,94% das áreas, enquanto a média histórica para o período é de 99,26%.

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário