Exportação brasileira de milho desacelera em maio, mas preço pago por tonelada sobe

Publicado em 10/05/2021 15:13 e atualizado em 10/05/2021 15:52 245 exibições
Volumes embarcados foram bem menores do que os de abril e os de maio/20, mas preço por tonelada obtido subiu 55% em um ano

LOGO nalogo

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas durante a primeira semana do mês de maio.  

Nestes 5 dias úteis do mês, o Brasil exportou 484,5 toneladas de milho não moído. Este volume representa redução de 244,5 toneladas com relação ao exportado na última semana de abril (729) e é apenas 0,37% do total contabilizado durante o último mês de abril todo (130.876,3)  

No comparativo anual, no quinto mês do ano, o país embarcou até aqui, 1,94% de tudo o que foi registrado durante maio de 2020 (24.933,2).  

Com isso, a média diária de embarques ficou em 96,9 toneladas, patamar 98,51% menor do que a média do mês passado (6.543,8 toneladas). Em comparação ao mesmo período do ano passado, a média de exportações diárias é 92,23% menor do que as 1.246,7 do mês de maio de 2020.  

Em termos financeiros, o Brasil exportou um total de US$ 202,10 (mil) no período, contra US$ 6.707,10 (mil) de todo maio do ano passado. Já na média diária, o atual mês contabilizou decréscimo de 87,95% ficando com US$ 40,40 (mil) por dia útil contra US$ 335,40 (mil) em maio de 2020.  

Já o preço por tonelada obtido registrou elevação de 55% no período, saindo dos US$ 269,00 no ano passado para US$ 417,00 neste mês de meio.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário