Publicidade

Milho abre a 6ªfeira subindo na B3 com apoio do clima

Publicado em 02/07/2021 09:17 1337 exibições
Chicago segue valorizado com USDA e clima

Logotipo Notícias Agrícolas

A sexta-feira (02) começa com os preços futuros do milho subindo na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,88% e 1,82% por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento julho/21 era cotado à R$ 92,00 com elevação de 0,88%, o setembro/21 valia R$ 95,21 com ganho de 1,34%, o novembro/21 era negociado por R$ 96,02 com alta de 1,02% e o janeiro/22 tinha valor de R$ 98,02 com valorização de 1,82%.

Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, todas as geadas que atingiram as lavouras no Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás e Minas Gerais contribuíram para os vendedores sumirem do mercado e para puxar a B3 acima de R$ 90,00.

“Só no Paraná, a geada dessa semana, deu impacto de mais de 3 milhões de toneladas de queda de produção frente ao que já tinha perdido antes. Então é uma safra muito comprometida”, diz.

Brandalizze destaca ainda que, em função da alta de Chicago, o mercado que antes dava condições de importação de milho abaixo de R$ 90,00 já voltou ao patamar de R$ 102,00 e isso dá novo espaço para a B3 subir e buscar novamente os R$ 95,00.

“O mercado do milho se valorizou muito e dificilmente vai despencar, porque temos uma safra muito comprometida, o que é um fator favorável para quem consegue ter milho”, comenta o analista.

Publicidade

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro também abriram o último dia da semana em alta na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 2,00 e 5,25 pontos por volta das 09h04 (horário de Brasília).

O vencimento julho/21 era cotado à US$ 7,21 com ganho de 2,00 pontos, o setembro/21 valia US$ 6,07 com valorização de 5,25 pontos, o dezembro/21 era negociado por US$ 5,92 com elevação de 3,75 pontos e o março/22 tinha valor de US$ 5,98 com alta de 3,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros do milho subiram durante a noite, já que o governo dos Estaods Unidos projetou uma área plantada de 92,7 milhões, patamar inferior as previsões do mercado que eram de 93,8 milhões.

Os estoques do grão no início do mês passado foram registrados em 4,11 bilhões de bushels, disse o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Isso representa uma queda de 18% com relação ao ano passado e abaixo das expectativas de 4,14 bilhões de bushels.

A publicação destaca que, também impulsionando os preços está o clima quente e seco nas planícies do norte. “Avisos de calor excessivo foram emitidos para grande parte do leste de Montana, juntamente com avisos de bandeira vermelha que indicam condições ruins”, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

Relembre como fechou o mercado na última quinta-feira:
>> Milho começa o mês subindo na B3 refletindo problemas com a safra

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário