B3 abre a 6ªfeira com milho próximo da estabilidade

Publicado em 04/02/2022 09:17
Chicago retoma altas após realização de lucros de ontem

Logotipo Notícias Agrícolas

A sexta-feira (04) começa com os preços futuros do milho operando próximos da estabilidade na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações flutuavam em campo misto por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento março/22 era cotado à R$ 97,00 com elevação 0,32%, o maio/22 valia R$ 94,30 com ganho de 0,48%, o julho/22 era negociado por R$ 89,84 com perda de 0,03% e o setembro/22 tinha valor de R$ 88,75 com baixa de 0,11%.
    
Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, registra flutuações para cima e baixo, mas com movimentações pequenas, já que o mercado nacional está em seu pico de valores ao redor de R$ 100,00, R$ 102,00 e R$ 105,00 a saca.

“Há pouca pressão de venda e poucos negócios, as indústrias estão trabalhando com o que tem em mãos. Mas já tem indústrias grandes do setor de ração negociando milho importado e quando chega um navio de milho importado sempre dá um susto no mercado”, registra Brandalizze.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) abre o último dia da semana buscando se recuperar para os preços internacionais do milho futuro, que largaram o pregão de sexta-feira com movimentações positivas por volta das 09h05 (horário de Brasília).

O vencimento março/22 era cotado à US$ 6,18 com ganho de 1,50 pontos, o maio/22 valia US$ 6,19 com alta de 1,75 pontos, o julho/22 era negociado por US$ 6,16 com valorização de 3,25 pontos e o setembro/22 tinha valor de US$ 5,82 com elevação de 2,25 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, os preços globais das safras recuperaram parte do terreno perdido por meio da realização de lucros nesta sexta-feira, com a soja e o milho recuperando as posições acima dos níveis de preços psicologicamente significativos para permanecer no caminho para consolidar os ganhos recentes.

Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário