Milho ganha um pouco de força nesta 4ªfeira e registra leves altas na B3

Publicado em 20/04/2022 12:01
Chicago seguem em campo misto, mas intensifica a amplitude das cotações

Logotipo Notícias Agrícolas

Os preços futuros do milho ganharam um pouco de força nesta quarta-feira (20) e passaram a apresentar leves flutuações altistas na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações se movimentavam na faixa entre R$ 91,00 e R$ 95,00 por volta das 11h49 (horário de Brasília).

O vencimento maio/22 era cotado à R$ 91,46 com elevação de 0,62%, o julho/22 valia R$ 92,70 com alta de 0,76%, o setembro/22 era negociado por R$ 93,50 com ganho de 0,59% e o novembro/22 tinha valor de R$ 95,20 com valorização de 0,79%.

Leia mais:

+ Expectativa de super safrinha de milho deve causar recuo das cotações no mercado interno, alerta analista

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro se mantiveram flutuando em campo misto na Bolsa de Chicago (CBOT), mas perderam força para as posições mais futuras por volta das 11h47 (horário de Brasília).

O vencimento maio/22 era cotado à US$ 8,07 com alta de 3,25 pontos, o julho/22 valia US$ 8,01 com elevação de 1,50 pontos, o setembro/22 era negociado por US$ 7,58 com perda de 3,25 pontos e o dezembro/22 tinha valor de US$ 7,41 com queda de 5,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os preços do milho diminuíram um pouco nas negociações da madrugada, com os traders avaliando as últimas manchetes da Ucrânia e aguardando novos dados de oferta e demanda. 

“Parte disso chegará ainda hoje, na forma de dados semanais de produção de etanol da US Energy Information Administration. E o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) oferecerá sua próxima rodada de números de exportação de grãos amanhã de manhã”, destaca o analista Ben Potter.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário