Contratos futuros do milho iniciam a sessão desta 5ª feira com quedas na CBOT

Publicado em 23/06/2022 09:11
Mercado está atento a demanda em meio aos temores de uma recessão global

Logotipo Notícias Agrícolas

Os vencimentos futuros do milho iniciam a sessão desta quinta-feira (23) com desvalorizações na Bolsa de Chicago (CBOT). Por volta das 8h35 (horário de Brasília), os principais contratos operam com  recuo de 10,50 a 19,50 pontos. 

O vencimento Julho/22 era cotado à US$ 7,57 com queda de 10,50 pontos, o setembro/22 valia US$ 6,85 com queda de 16,50 pontos, o dezembro/22 era negociado por US$ 6,75 com desvalorização de 18,75 pontos e o março/23 tinha valor de US$ 6,79 com recuo de 19,50 pontos. 

Segundo as informações da Successful Farming, os mercados futuros dos grãos trabalham com quedas nesta sessão com as preocupações com a demanda em meio aos temores de uma recessão global e à medida que a colheita mundial de trigo continua, aumentando os suprimentos.

“Os temores de recessão aumentaram globalmente à medida que os bancos centrais, incluindo o Federal Reserve dos EUA, aumentaram as taxas de juros em uma tentativa de evitar a inflação e esfriar a economia mundial”, apontou Tony Dreibus, em sua análise para a Successful Farming. 

De acordo com as informações do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), 70% da safra de milho do país apresentava condição boa ou excelente até o último domingo (19/jun), leve piora de 2 p. p ante a semana anterior.  

B3

Na Bolsa Brasileira (B3), os preços futuros do milho iniciam a sessão no campo negativo. Por volta das 09h09 (horário de Brasília), as principais cotações recuavam mais de 1% e ficavam na faixa entre R$ 86,70 e R$ 94,35. 

O vencimento julho/22 era cotado à R$ 86,70 com desvalorização de 1,03%, o setembro/22 valia R$ 89,40 com queda de 1,22%, o novembro/22 era negociado por R$ 92,10 com baixa de 1,27% e o janeiro/23 tinha valor de R$ 94,35 com perda de 1,44%. 

Segundo as informações da Agrifatto Consultoria, o mercado está acomodado com as duas pontas negociando de forma cadenciada e sustentando a saca em Campinas/SP.

Relembre como fechou o mercado na última quarta-feira: 

Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário