Exportação de milho do Brasil deverá crescer 30%

Publicado em 10/11/2010 07:19
628 exibições
As exportações de milho do Brasil deverão fechar 2010 com aumento de cerca de 30% em relação a 2009, em aproximadamente 10 milhões de toneladas. Se confirmados, os embarques ficarão atrás apenas do recorde registrado em 2007, segundo fontes do setor.

E a demanda pelo cereal brasileiro, em meio a uma redução na safra de milho dos EUA, maior produtor global, continua firme, com atípicas ofertas de importadores para entregas no ano que vem.

"Uma coisa interessante é que compradores estão lançando ofertas para setembro do ano que vem. Isso não é comum, é um sinal muito forte de demanda. Há compradores oferecendo US$ 237 por tonelada no porto de Paranaguá para setembro, contra US$ 257 das ofertas atuais", disse Daniele Siqueira, analista da Agência Rural.

Esses valores foram ofertados antes da disparada dos preços registrada ontem, após o governo dos EUA reduzir mais a sua projeção de safra de milho em 2010.

Na bolsa de Chicago, o primeiro contrato registrou, no início dos negócios, o maior valor desde agosto de 2008, indicador favorável de preços para o Brasil manter firmes suas exportações em 2011.

Apesar de haver importadores interessados em comprar antecipadamente o milho do Brasil, os negócios não estão sendo fechados. Na verdade, nem transações para pronta entrega têm sido realizadas, pois no momento os produtores estão segurando o milho, na expectativa de obterem maiores lucros em um cenário altista para a commodity, completou Daniele.

Nas exportações previstas para o final do ano e início de 2011, os negócios foram fechados em meses anteriores. Se há um rali no mercado, no Brasil a safra de verão deverá ter a menor área da história, com produtores dedicando mais terras à soja e deixando o cereal para ser cultivado na segunda safra. "E existe ainda o medo do impacto do La Niña na produtividade", disse a analista, referindo-se a eventuais secas provocadas pelo fenômeno climático que podem elevar ainda mais as cotações.

As exportações de milho dos últimos meses - com registro de recorde histórico mensal em setembro, de quase 2 milhões de toneladas, e outras 1,5 milhão de toneladas em outubro - elevaram as vendas do país para 7 milhões de toneladas no acumulado de 2010.
Tags:
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário