Milho em 2012: as primeiras previsões do USDA para o Brasil

Publicado em 16/05/2011 10:29 1482 exibições
É apenas a primeira projeção das muitas que virão. E que, por exemplo, ainda dependem da avaliação das intenções de um primeiro plantio que não deve começar antes de setembro vindouro. Por isso, não é estranhável que se mantenha, para a produção, projeção de volume similar ao que vem sendo apontado para 2011 – 55 milhões de toneladas. Mas outros indicadores podem, desde já, ser analisados.

Estoque inicial, por exemplo: enquanto por aqui a Conab aponta que 2012 pode ser iniciado com um volume de passagem da ordem de 11,3 milhões de toneladas, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) estima não mais que 8,69 milhões de toneladas. Dessa forma, se a produção for igual à de 2011, o suprimento previsto será o menor em três anos.

Em relação ao consumo, a previsão é a de que as rações demandarão volume cerca de 4% superior ao do corrente exercício. Mas o USDA mantém “congelado”, pelo terceiro ano consecutivo, o volume destinado a outros usos.

Como resultado, ainda que as exportações do grão recuem perto de 6% e fiquem em 8 milhões de toneladas, o estoque final de milho de 2012 atingirá seu menor nível em cinco anos.
Tags:
Fonte:
Avisite

1 comentário

  • jose renato da silva Uberlândia - MG

    Nao terminou de colher a safra verão e nem sabemos o que tem por vir com a segunda safra. No MT por exemplo, já se especula quebra de produção, alguns já falam em 40%. Se isto confirmar, os estoques já serão apertados para a demanda. Se os preços continuarem nos preços atuais ou acima do que está até o plantio da safra 2011/2012, pode esperar que iremos ver mais que as 55 milhões de toneladas apontadas, pois plantará milho até em vaso de flores.

    0