Milho: Revisão nas projeções de safra norte-americanas

Publicado em 20/09/2011 08:08 465 exibições
EXPANSÃO NORTE-AMERICANA: Há algum tempo o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou o relatório de área plantada de cada cultura nos Estados Unidos. Quando já era esperado um aumento de área de plantio de milho, o Departamento indicou uma área maior que a já esperada. O fator que fez com que esta área aumentasse foi uma conta simples. Ao pegar o preço da soja (CBOT) e dividir pelo preço do milho (CBOT), se o resultado for menor que dois é mais rentável o plantio de milho. Este ano, no mês de fevereiro foi a primeira vez em quatro anos que esse quociente ficou abaixo de dois, indicando o milho como cultura mais rentável para plantio. Isso levou os produtores a escolherem o milho, causando essa elevação além da previsão, aumentando de 35,7 milhões de hectares na safra 2010/11 para 37,35 milhões na safra 2011/12, uma majoração de 4,6%. No entanto, com as estiagens nas regiões de produção, o Departamento está estimando uma produção 0,40% maior, de 317,44 milhões de toneladas nesta safra, ante as 316,17 milhões de toneladas produzidas na safra passada. Essa diferença entre o aumento de área e o aumento da produção de 4,2 pontos percentuais se dá por conta da redução da produtividade, que está estimada em 155 sacas/ha para este ano, contra as 160 sacas/ha da safra passada.

Clique aqui e confira a análise na íntegra.

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário