Primeiro semestre do Plano Safra 2014/2015 atinge R$ 15,2 bilhões

Publicado em 08/01/2015 14:50
116 exibições

O valor das operações de crédito nos seis primeiros meses do ano agrícola 2014/2015 é recorde para o período. De julho a dezembro de 2014, o total aplicado pelos agricultores familiares brasileiros alcançou R$ 15,2 bilhões. Este valor é aproximadamente 23% acima do que foi contratado no mesmo período na safra 2013/2014.

São mais de 1,1 milhão de contratos que viabilizaram acesso às linhas de custeio e investimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

No período, os agricultores familiares aplicaram R$ 8,3 bilhões em mais de 726 mil contratos em investimento. O montante foi utilizado para aquisição de máquinas agrícolas, tratores, colheitadeiras, animais, implantação de sistemas de armazenagem e de irrigação, projetos de melhoria genética, adequação e correção de solo, recuperação de pastagens e ações de preservação ambiental.

Os outros R$ 6,9 bilhões, em mais de 415 mil contratos, foram para operações de custeio. A verba foi usada para despesas de atividades agrícolas e pecuárias, aquisição de insumos, realização de tratos culturais e colheita, beneficiamento ou industrialização do produto financiado, produção de mudas e sementes certificadas e fiscalizadas.

De julho a dezembro de 2014, as mulheres acessaram R$ 2,2 bilhões em mais de 306 mil contratos. Na safra anterior, no mesmo período, elas aplicaram R$ 1,8 bilhão em 297.606 contratos.

O Plano Safra 2014/2015, que termina em junho deste ano, prevê a disponibilização de R$ 24,1 bilhões.

*Os valores foram fornecidos pela Diretoria de Organização do Sistema Financeiro e Controle de Operações do Crédito Rural (Diorf), Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações do Crédito Rural e do Proagro (Derop), do Banco Central, que gerencia o Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (SICOR).

São Paulo

O valor contratado pelos agricultores familiares do Estado de São Paulo nos seis primeiros meses da safra 2014/2015, julho adezembro, foi de R$ 626.297.667,25. No período foram efetivados pelos agentes financeiros que operam o Pronaf no Estado22.031 contratos. Nos seis primeiros meses da safra 2013/2014 foram realizados 19.498 contratos, totalizando R$ 460.015.519,62.

Investimento e custeio

Os agricultores familiares aplicaram R$ 386.126.377,40 em operações de investimento (62% do valor), enquanto R$ 240.171.289,85 (38%) foram para custeio. Do total de contratos, 10.352 foram para operações de investimento, o que representa 47% dos contratos, e 11.679 foram para operações de custeio.

 Na safra 2014/2015, os agricultores familiares do Estado do de São Paulo contrataram R$ 305.582.760,73 destinados à produção agrícola, com 10.328 contratos. Já o valor financiado para a atividade pecuária atingiu R$ 320.714.906,52, em11.703 contratos.

 Valor médio dos contratos

O valor médio dos contratos de custeio no estado foi de R$ 20.564,37 e o valor médio dos contratos de investimento foi deR$ 37.299,69, na safra 2014/2015. Enquanto na safra anterior a média dos contratos de custeio foi de R$ 18.968,75 e de investimento de R$ 31.008,13.

Os dados foram fornecidos pelo Banco Central do Brasil. Elaborado Coordenação Geral de Financiamento à Produção pela Secretaria da Agricultura Familiar

Fonte: MDA

0 comentário