Mercados indefinidos, mas com moderado otimismo sobre 'conversas' entre governo e Congresso

Publicado em 27/05/2019 10:46 e atualizado em 27/05/2019 11:38
187 exibições

LOGO nalogo

Sem os Estados Unidos operando o mercado em razão do feriado nacional (Memorial Day) e com poucas novidades no cenário econômico mundial, o dólar e a bolsa no Brasil tendem a seguir indefinidos esperando o clima entre o Congresso e o governo após as manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Mas há tendência de relevar os ataques ao parlamento e ver certo otimismo.

Depois de fechar a semana caindo 2,09%, nesta segunda (27), o dólar saiu da linha da estabilidade (11hs), e avança em mais e 0,15$(R$ 4,024), e o Ibovespa, que abriu em alta moderada, avança mais de 1%.

Bolsonaro reiterou que pretende ampliar conversas com deputados e senadores e há disposição entre a maioria dos parlamentares em apoiar mudanças no sistema previdenciário com aval declarado de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara.

Com  a semana abrindo com um pouco mais de rebaixamento das projetos do PIB no Boletim Focus, a agenda é decisiva para testar os ânimos, com MPs. indo a plenário, como a da reforma administrativa, e o tema Coaf, que os deputados não deixaram nas mãos do Ministério de Justiça, sendo examinado no Senado.

E também, o principal, a retomada da pauta das aposentadorias na Comissão Especial.

No âmbito das negociações comerciais entre Whashington e Pequim, a mesma história dos dois lados, sem avanços e com críticas mútuas, amplificadas por pessimismo de agentes como o UBS Global Wealth Management, enquanto a economia chinesa vem com dados derrubando o lucro das empresas.

As autoridades monetárias também advertiram o mercado sobre as especulações contra o yuan. 

 

Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário