Após pacto de união fiscal na Europa, cabe ao BCE o próximo passo

Publicado em 09/12/2011 16:10 271 exibições
O documento dos líderes europeus por uma união fiscal mais próxima para salvar a moeda europeia comum deixa o ônus para os bancos centrais lidarem com as preocupações dos investidores de que a Itália e a Espanha possam sucumbir à crise financeira que dura cerca de dois anos.

No 20º aniversário do tratado de Maastricht e 19 meses desde que foi criado o primeiro plano para conter os problemas da dívida, os líderes europeus destinaram 200 bilhões de euros para combater a crise e apertaram as regras a fim de evitar a repetição da turbulência. Eles anteciparam o início de um fundo de resgate de 500 bilhões de euros para o próximo ano e desistiram da demanda de que os detentores de bônus deveriam assumir perdas nos resgates.

Veja a notícia na íntegra no site do Valor Online

Fonte:
Valor Online

0 comentário