MST invade propriedades rurais em regiões do Rio Grande do Sul

Publicado em 29/04/2014 16:32 704 exibições

Integrantes do Movimento Sem Terra (MST) realizam protestos em diferentes regiões do Rio Grande do Sul nesta terça-feira (29). Em Cruz Alta, no Noroeste, cerca de 70 famílias invadiram uma área de 104 hectares. Em Passo Fundo, no Norte, 300 pessoas ocupam uma propriedade rural às margens da RST-153. Já em Santa Maria, Região Central, a mobilização foi em frente à superintendência da Caixa Econômica Federal, enquanto na Região Sul, dois grupos invadiram fazendas em Capão do Leão e Pelotas. As ações fazem parte do Abril Vermelho.

Segundo os líderes do movimento, a área invadida em Cruz Alta pertence à Varig e está arrendada para produtores da região. A intenção do movimento é iniciar a plantação de alimentos orgânicos no local para fornecer para escolas do município.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 RS

Fonte:
G1 RS

1 comentário

  • Vilson Remor Passo Fundo - RS

    Eu não consigo assimilar esse negócio de MST titulando algo como "Abril Vermelho". Com toda a certeza para mim significa sangue. O que é isso gente querida do RS e BR? MST produzindo alimentos orgânicos para merenda escolar? Como Produtor e Eng. Agr. há muitos anos visitei o acampamento do MST de Encruziliada Natalina, instigado por um Frei Missionário de Sobrenome Costella de Vila Flores ou Fagundes Varela. Lá encontrei até Téc. em Agropecuária acampado...rsrsrsrsrs. Sinceramente MST poderá produzir algo organico; digo, somente suas fezes e jamais alimentos para inocentes que frequentam escolas, a não ser, para seus próprios cães de acampamento. Desafio qualquer um destes 300 "merdas" do MST em Passo Fundo para mostrarem o quanto de contribuição em impostos deram para o povo do RS e do BR. Quero a Declaração de Imposto de Renda destes "mafiosos" apoidados por quem? Onde estão as organizações que sustentam estes acampamentos? Cadê o partido político? Cadê o governo? Cadê a Igreja Católica? Cadê o Padre com a aliança preta que defende o ...? Cadê o tema da Campanha da Fraternidade? Cadê a responsabilidade do movimento social? De quem é a culpa? Cadê a maçã fruto do sistema político? Cadê o discurso, de quem quer que seja! Estou estarrecido pela morte dos produtores rurais do RS pelos Indígenas. Queridos amigos. É impossível, imaginar a situação da família destes trabalhadores. Com muita dor: Eng. Agr. e Produtor Rural VILSON REMOR.

    0