Fim dos incentivos à economia nos EUA faz investidores trocarem commodities por investimentos de menor risco

Publicado em 30/10/2014 11:44 738 exibições

A sinalização de que o Banco Central americano vai encerrar o longo período de incentivos à economia e que os juros por lá devem subir mais cedo do que os mercados esperavam incentivou um movimento de migração dos investidores que deixam os papéis de maior risco, como as commodities e partem para ativos mais seguros, como os títulos do Tesouro Americano. A mudança já pode ser percebida na queda dos preços das commodities. De acordo com o economista Roberto Troster, o possível aumento na taxa de juros norte-americana traz a percepção ao investidor que vai ficar mais caro estocar commodities e além disso os títulos de renda fixa , considerados de menor risco , passam a remunerar melhor e se tornam mais atrativos aos investidores.

O fim do programa de estímulos à economia americana já era esperado e, por isso, foi recebido com calma em Wall Street. Os US$ 15 bilhões que ainda restavam do programa não serão usados para a compra de títulos já no mês que vem.

A grande pergunta agora é como vão ficar os juros que, desde a crise de 2008, têm se mantido perto de zero. Sem a definição de uma data para a elevação da taxa e nem mesmo um percentual de aumento definido, “essa troca de investimentos que estamos vendo no mercado tende a ser pontual e de curta duração”, completa Troster.

Em nota, o Fed informou que os juros continuarão baixos por um tempo considerável, mas admitiu que poderá haver um aumento antes do previsto se a economia americana reagir em um ritmo mais rápido do que o esperado.

Por:
Aleksander Horta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário