Teto de gastos do governo pode ser atrelado à queda da dívida pública

Publicado em 20/09/2016 07:12 e atualizado em 20/09/2016 08:45
30 exibições

A revisão do teto que o governo quer impor aos seus gastos pode ser atrelada à queda da dívida pública e ao crescimento da economia brasileira. Esta é uma das propostas em estudo pelo relator da emenda constitucional que cria o mecanismo, deputado Darcísio Perondi (PMDB­RS).

A ideia é permitir uma mudança no índice usado para corrigir as despesas públicas a cada ano quando a dívida bruta cair para 55% do PIB (Produto Interno Bruto) e a economia brasileira registrar um crescimento "razoável".

"Assim estimularíamos que todos, inclusive o Congresso, trabalhassem para que a dívida fosse reduzida o mais rápido possível e o PIB voltasse a crescer", afirmou Perondi.

Leia a notícia na íntegra no site Folha de S.Paulo.

Fonte Folha de S.Paulo

Nenhum comentário