Assessor de Temer citado em delação de ex-vice da Odebrecht pede demissão

Publicado em 14/12/2016 12:29
138 exibições

O assessor especial do presidente da República Michel Temer, José Yunes, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira (14), informou a Secretaria de Imprensa da Presidência.

Em carta a Temer, Yunes diz que "para preservar minha dignidade e manter acesa a chama cívica que me faz acreditar nos imensos potenciais de meu país declino, Senhor Presidente, do honroso cargo de assessor da Presidência sem, porém, abdicar da admiração e da amizade que nos une desde os heroicos tempos nas Arcadas do Largo de São Francisco", afirma Yunes.

No acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato, o ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, disse que o presidente Michel Temer pediu, em 2014, R$ 10 milhões ao empreiteiro Marcelo Odebrecht. Melo Filho é um dos 77 executivos da empreiteira que assinaram acordo de delação premiada com o MPF.

Confira a notícia na íntegra no site do G1

Fonte:
G1

0 comentário