Dólar recua ante real após dados fracos de emprego nos Estados Unidos

Publicado em 08/03/2019 11:17
36 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar passou a recuar ante o real nesta sexta-feira, acompanhando o movimento no exterior após dados muito fracos sobre a criação de empregos nos Estados Unidos e com correções no mercado após forte alta.

Às 11:12, o dólar recuava 0,31 por cento, a 3,8727 reais na venda, depois de atingir a máxima de 3,9043 mais cedo. Na véspera, a moeda avançou 1,27 por cento, a 3,8847 reais, maior nível desde 27 de dezembro.

O dólar futuro operava próximo da estabilidade.

Os EUA criaram apenas 20 mil vagas de trabalho em fevereiro, um número bem abaixo do que era esperado, endossando preocupações de desaceleração acentuada na atividade econômica norte-americana.

"A criação de vagas de trabalho veio bem abaixo do esperado.... As principais moedas estão se fortalecendo diante do dólar. Existe também uma tendência de um pouco de correção em função das duas últimas sessões em que subiu bastante", afirmou o analista de câmbio da Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva Filho.

Segundo ele, os dados contribuíram para consolidar a visão de que a economia norte-americana está fragilizada.

O dólar recuava cerca de 0,3 por cento contra uma cesta de moedas. Mais cedo, o índice chegou à máxima do ano.

No cenário doméstico, após dias sem manifestação do governo sobre a reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter na noite de quinta-feira para defender a reforma, afirmando que ela permitirá estabilizar as contas públicas e viabilizará uma "rígida" reforma tributária.

A sinalização foi bem recebida por agentes do mercado financeiro, mas não aplacou completamente a cautela que permanece com relação à ausência de notícias sobre a tramitação da Previdência.

"Há essa pressão de fora e aqui dentro tudo que temos visto, principalmente com a comunicação meio confusa pela parte do governo, não oferece tanta segurança. É uma pressão que mantém o dólar nesse patamar perto de 3,90 reais, ao menos no curto prazo", avaliou Alencastro.

O Banco Central realiza nesta sexta-feira leilão de até 14,5 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de abril, no total de 12,321 bilhões de dólares.

(Por Laís Martins; Edição de Camila Moreira)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário