Toffoli faz desagravo à Justiça Eleitoral e anuncia representação contra procurador da Lava Jato

Publicado em 13/03/2019 17:17
162 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, fez um desagravo à Justiça Eleitoral dos ataques recebidos e anunciou uma representação contra o procurador Diogo Castor, da força-tarefa da operação Lava Jato ao ter acusado, em artigo, manobra da corte ao transferir investigações de corrupção para a Justiça Eleitoral.

A manifestação de Toffoli foi feita antes de o relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, apresentar seu voto sobre o recurso que vai decidir se crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, em casos relacionados a caixa 2 de campanha, devem seguir para serem apurados e julgados pela Justiça Federal ou pela Justiça Eleitoral.

Toffoli disse atacar a Justiça Eleitoral é atacar todo Judiciário. Ele citou o fato de que o Tribunal Superior Eleitoral é presidido por um ministro do STF. Ele destacou que esse ramo é o mais eficiente e célere e que organiza uma das melhores eleições do mundo.

O presidente do Supremo anunciou também que pedirá apuração ao Conselho Nacional do Ministério Público e à corregedoria do órgão para verificar se houve no episódio calúnia, injúria ou difamação pelo procurador da Lava Jato. Diogo Castor chegou a falar em golpe do Supremo com a mudança dessas investigações para a Justiça Eleitoral.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário