Dólar fecha quase estável, mas com alta de mais de 4% no mês

Publicado em 29/03/2019 17:17
120 exibições

LOGO nalogo

O dólar terminou a sexta em baixa e a bolsa subiu abaixo do 1%, confirmando a impressão mais positiva dos mercados a cerca do futuro da Previdência, com a perspectiva de que a tramitação no Congresso se encaminhe com menor dificuldade de articulação entre os apoiadores das mudanças.

O exterior também ajudou, com notícias auspiciosas sobre as negociações entre EUA e China, além de dados melhores da economia americana.

A divisa americana caiu 0,05%, fechando em R$ 3,9154, praticamente em estabilidade, depois de fechar em menos 0,94 na quinta. Na semana, a cotação subiu 0,34 por cento. Em março, porém, a divisa saltou 4,32 por cento, maior alta mensal desde agosto de 2018 (8,46 por cento).

O Ibovespa avançou 0,74%, alcançando os 95.450 pontos.

A principal notícia que marca a distensão política - sem que, naturalmente, as apostas do mercado estejam embutindo plena garantia disso -, é a disposição demonstrada pelo ministro da Fazenda, Paulo Guedes, em se antecipar e mostrar que a sua interlocução na articulação com os líderes partidários será direta. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) elogiou a decisão e passa para os negociantes a possibilidade de uma frente para blindar a tramitação da reforma da Previdência.

Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário