Preço de petróleo chega a US$ 69, mas perda semanal continua como maior de 2019

Publicado em 24/05/2019 12:07
68 exibições

LOGO REUTERS

Por Alex Lawler

LONDRES (Reuters) - Os contratos futuros do petróleo subiram para 69 dólares o barril nesta sexta-feira, após duas sessões de perdas, mas permaneceu no caminho para a maior queda semanal do ano, pressionado por aumento dos estoques e preocupação com a desaceleração econômica.

Os estoques brutos dos EUA subiram para o maior nível desde julho de 2017, sugerindo ampla oferta no maior consumidor do mundo , com preços também afetados pelas preocupações de que o conflito comercial EUA-China esteja se tornando uma disputa mais consolidada.

O petróleo Brent operava estável, a 67,76 dólares por barril, às 11:54 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,04 dólar, ou 0,07%, a 57,95 dólares por barril.

"É razoável duvidar que a Arábia Saudita esteja disposta a aumentar sua produção, dada a recente queda nos preços", disseram analistas do Commerzbank. "Portanto, esperamos ver preços mais altos do petróleo novamente no futuro próximo."

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, incluindo a Rússia, vem reduzindo a oferta desde janeiro para apertar o mercado e sustentar os preços.

As sanções dos EUA contra as indústrias de petróleo do Irã e da Venezuela, ambas membros da Opep, restringiram suas exportações de petróleo bruto, reduzindo o fornecimento mais do que o previsto no acordo da Opep e aliados.

Fonte: Reuters

0 comentário